Você se considera um bom gestor?

Avaliar um comportamento isolado de uma pessoa do time é o mesmo que considerar uma parte da informação. Se você precisa realmente influenciar e ajudar no desenvolvimento e no crescimento de quem lidera, terá que saber quais são os reais interesses e motivações desse indivíduo.

E é exatamente neste ponto que um treinamento de liderança ou de desenvolvimento profissional podem ajudar. As organizações precisam de líderes que se concentram no desenvolvimento de processos de trabalho eficientes (o quê) e processos interpessoais eficazes (o como). Infelizmente, a maioria dos líderes concentra seu tempo e energia na construção de processos de trabalho, enquanto a maioria dos problemas e desafios surgem nos processos interpessoais.

A chave é conectar o seu comportamento à sua própria motivação pessoal (o porquê) – seja no que se refere a pessoas, performance ou processos.

Como você conecta o comportamento no ambiente de trabalho às motivações pessoais? Isso certamente o(a) fará um(a) gestor(a) melhor!

Ao utilizar o conjunto de avaliações de uma metodologia chamada SDI*, é possível criar poderosas e inesquecíveis experiências de aprendizagem que abrangem os componentes interpessoais de liderança eficaz, o engajamento da alta gestão e uma cultura organizacional saudável. Quer se trate de treinamento, coaching ou consultoria, a metodologia SDI facilita o insight e aplicação desses conceitos em situações cotidianas.

Portanto, antes de se considerar (ou não) um bom gestor, busque por capacitação de liderança. Todos: sua empresa, sua equipe e você, só terão a ganhar.

 

Conheça os treinamentos da Up Training company: https://uptc.com.br/

 

*Sobre o SDI: relançado este ano no formato “2.0”, o SDI tem como foco desenvolver a inteligência relacional. A metodologia ajuda a identificar os pontos fortes pessoais no relacionamento com os outros sob duas condições: quando está tudo bem e quando enfrentamos conflitos.