Eric Whitacre na ATD 2019: Seja parte de algo maior

 

Eric Whitacre na ATD 2019: Seja parte de algo maior

 

A apresentação do compositor e maestro vencedor do Grammy, Eric Whitacre, na ATD’s International Conference & Exposition 2019, foi por si só um momento marcante ao ponto de fazer valer a viagem até Washington. 

Vê-lo reger um coral ao vivo em perfeita harmonia com a gravação de outros 8.420 cantores espalhados no mundo cantando “Fly to Paradise”, foi algo indescritível. 

Em sua fala no evento, Eric compartilhou alguns momentos de sua carreira começando pelo momento em que descobriu seu verdadeiro interesse profissional, ainda na faculdade. Decidiu juntar-se a um coral e quando esse coro começou a cantar “Kyrie” ele sentiu um nível de “complexidade, profundidade e humanidade” que ainda não havia experimentado. Pela primeira vez, então, ele sentiu que fazia parte de algo maior que ele mesmo. Whitacre declarou: “esse sentimento me transformou”.

O ponto alto de sua apresentação aconteceu ao mencionar que, talvez como muitos na comunidade de desenvolvimento de talentos, não sabia o impacto que sua música provocaria em outras pessoas. 

Isso mudou quando ele recebeu um vídeo de uma fã, Britlin Losee de Long Island, cantando um trecho de sua música “Sleep”. Ao ver a emoção e a sinceridade nos olhos dela, Whitacre percebeu que o impacto do seu trabalho ia além do que ele podia imaginar.

Depois desse fato, Whitacre começou a se perguntar se poderia criar um coro virtual com pessoas espalhadas em diferentes partes do mundo. 

O projeto tomou proporções maiores do que ele previa, pois após a primeira versão, houveram ainda a versão 2.0 para “Sleep” e depois um coral virtual 3.0, “Water Night”, que contou com quase 4.000 cantores de 73 países.

Entre os cantores estava um homem que havia interrompido carreira por ter se tornado cego, não conseguindo mais ver o regente. Com um coro virtual ele podia chegar perto o suficiente do computador para ver Eric regendo e isso reescreveu sua própria história. Afinal, ele agora pode ser parte de algo maior que ele mesmo. 

No fechamento, Whitacre disse que a tecnologia é quem nós queremos ser e a arte é quem somos: seres imaginativos, falíveis e maravilhosos; que buscam suas tribos e aspiram algo maior.

Para quem quiser sentir “o gostinho” dessa emoção, confira o trabalho de Eric no YouTube – Eric Whitacre’s Virtual Choir 4: Fly to Paradise.