A maternidade torna as mulheres experts em comunicação

 

Mulheres-Comunicação

Aprenda com elas a Inteligência Comunicativa e descubra como você pode se comunicar melhor

Conhecer diferentes tipos de choro conseguindo identificar quando se trata de fome ou de dor. Captar sinais não verbais de que a criança quer atenção, carinho e colo. Interpretar com correção qual é o interesse do bebê naquele instante em que, aparentemente, está olhando para o vazio. Sim, estes são apenas alguns exemplos que indicam Inteligência Comunicativa, já que uma mãe “recém parida” desenvolve de forma violentamente rápida sua capacidade de comunicação não verbal.

Mas não pára por aí. Quando termina a licença maternidade, a mulher que tem criança pequena em casa também tem que desenvolver sua capacidade de comunicação no trabalho para ganhar tempo. Sim, afinal, não é mais possível à profissional fazer serões com a mesma frequência de antes. Ela tem  tornar mais eficaz, mais assertiva e muito mais prática, pois tem que voltar para casa e cuidar do seu rebento.

E de que forma é possível aprimorar as habilidades comunicativas e com isso ganhar tempo e diminuir retrabalho no escritório? Abaixo algumas dicas de Inteligência Comunicativa, que podem perfeitamente ser aplicadas também por profissionais, homens ou mulheres, que não têm filhos pequenos:

  1. Seja mais objetivo em seus e-mails
  • Antes de enviar um e-mail, pense duas vezes se o assunto não poderá ser melhor resolvido se tentar um contato direto, pessoalmente quando for o caso, ou por telefone.
  • Vá direto ao assunto. Se você tiver que pedir algo, peça de cara. Se tiver que informar, informe. Evite as tradicionais introduções do tipo, “lembra do que você me pediu?”
  • E já comece a passar informação no campo do subjetc ou assunto. Saiba que este é o único campo do e-mail que podemos ter certeza de que a pessoa vai ler (todos nós selecionamos o e-mail a ser lido pelo título, já percebeu?).
  • Procure deixar sua caixa de entrada limpa. Mantenha nela somente as mensagens que ainda não leu ou as que vai responder mais tarde. Arquive as mensagens importantes por assunto e apague sem dó o que não for relevante.
  1. Aprenda a ler os sinais não verbais que os outros lhe dão
  • Se você está conversando com alguém que não olha para você ou que continua a folhear os papéis sobre a mesa enquanto você está falando com ele, pare na hora. Ele está informando que não pode te ouvir naquele momento. Mesmo quando ele insiste em dizer o contrário…
  • Rosto tenso, inquietude e mesa desorganizada indicam presença de ansiedade e falta de foco. Se tiver que pedir algo a alguém que apresenta estes sintomas, certifique-se duas vezes de que a pessoa entendeu o que você pediu e anotou prazos e providências. E lembre-se de fazer um follow-up alguns dias antes da data combinada para a entrega da tarefa.

Fique atento. Observe mães trabalhando. Você poderá aprender muito sobre comunicação com elas.

2018-03-09T14:36:53+00:00 15 de fevereiro , 2018|0 Comentários

Deixe seu Comentário